newsletter

Válido para compras acima de R$ 800,00 e limitado a 1 uso por pessoa. Não válido para Cadeira UMA, Vale Presentes, Lançamentos, Bazar e Flash Sale.

Bauhaus


A escola alemã Bauhaus (1919-1933) criada por Walter Gropius, que se caracterizava pela componente prática das artes, foi um marco muito importante na história da produção industrial. Na Bauhaus (que significa “construção”) foram professores grandes figuras da arte como Wassily Kandinsky, Moholy-Nagy e o arquiteto Mies Van der Rohe, que chegou a ser diretor da escola. A escola marcou toda uma geração de criadores, da pintura à escultura, arquitetura, engenharias e design moderno. A Bauhaus é responsável pela criação de uma linguagem universal, que abrange todas estas áreas e que se baseou na simplicidade, transparência e no fato de que a forma seguia sempre a função. É claro que estas ideias tinham grande aplicação industrial, revelando baixos custos de produção e a possibilidade de tornarem-se acessíveis a todo o mundo uma gama de produtos de qualidade inquestionável. Marcel Breuer é considerado um dos mais importantes designers de mobiliário do século XX e foi aluno desta escola. Sua cadeira B35 foi um sucesso e uma inovação devido aos braços da cadeira serem independentes do assento, possibilitando maior conforto. A estrutura em aço à vista segundo os ideais da Bauhaus e o assento em tela fizeram desta cadeira um sucesso que se mantém até nossos dias. A produção desde 1930 comprova sua qualidade e procura por parte dos usuários. E sua ligação com a cadeira sem braços MR 10 de Rohe é clara. O metal tubular minimalista e o assento e costas em tela fizeram o sucesso de muitas metalúrgicas alemãs. Tanto Breuer como Mies Van der Rohe perceberam a potencialidade do metal tubular e a sua capacidade elástica. É esta "elasticidade" do metal que confere o conforto a esses “esqueletos” visíveis, bem como a leveza destas peças.